**PERFIL**


*NOME: Regina Borges

*NICK NAME: RêLua

*IDADE: Do juízo

*NÍVER: 06 de outubro

*SÍGNO: Libra

*MORO:Rio de Janeiro

*RELIGIÃO: Espírita Kardecista

*AMO:Minha religião,família, amigos, meus animais




Gosto de gente como eu que ri, que chora e se emociona com um simples poema, uma canção suave, um filme romântico,um gesto de carinho,um abraço. Gente que ama e sente saudades, que fica feliz com o sorriso dos amigos que cultiva flores, ama os animais, admira paisagens, sente a poesia da vida e que sabe escutar. Gente que tem tempo de se arrepender, chorar e ter a capacidade de pedir perdão. Gente que reparte ternuras, campartilha vivências e, que tem espaço para as emoções que fluem naturalmente de dentro do seu ser. Gente que gosta de fazer o que gosta, gente que gosta de repartir o que tem com quem tem tão pouco ou não tem nada. Gente que ajuda, orienta, aconselha, escuta e, que sempre quer aprender seja com uma criança, um idoso ou com pessoas humildes. Que tem sempre uma palavra amiga e um coração pronto para abrigar quem precisa. Gente de coração desarmado de ódio, inveja, orgulho, vaidade e maldade. Gente sem preconceito com muito amor dentro de si. Gente que sabe redimir suas lágrimas e sofrimento numa única palavra...AMOR.




***PROTETOR DO BLOG**
***SANTO ANTONIO***








**VIRGEM DE FÁTIMA**








*CHICO XAVIER E EMMANUEL*






*MEU AWARD*







**LINK-ME**





**CALENDÁRIO**




*VISITE MEU OUTRO BLOG*



Clique na imagem e conheça meu outro blog




*PRESENTE P/VOCÊ**
**PODE ESCOLHER**















*SELO AMIGA DO CORAÇÃO*








*PRÊMIO BLOG PERFEITO*




















**AWARDS GANHOS***



































]












**DESTAQUES GANHOS**




































**PRESENTES DO AMIGO**
**ALMA GUERREIRA**







































































**PRESENTES E PRÊMIOS**























































http://img510.imageshack.us/img510/4285/selinho1000visitaszu7.gif












**PARTICIPO**



Faça a sua parte






WWF-Brasil. Cuidando do ambiente onde o bicho vive. O bicho-homem.















**PELOS ANIMAIS**
































































































Histórico:

- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 27/07/2008 a 02/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 14/10/2007 a 20/10/2007
- 07/10/2007 a 13/10/2007
- 30/09/2007 a 06/10/2007
- 23/09/2007 a 29/09/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 09/09/2007 a 15/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007






Outros sites:

- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis
- SUIPA
- SEARA DE LUZ
- FALA BICHO
- UNIVERSO ESPIRITA
- OITO VIDAS
- ADOTE UM GATINHO
- CLUBE MELHOR IDADE
- PROTETORES VOLUNTARIOS
- DR.BEZERRA DE MENEZES
- FUND.ANDRE LUIZ
- ASSOC.S.F.ASSIS
- VIAGEM ESPIRITA
- NANCY MOISES
- CLAUDIA
- CRIS COUTO
- MARILDA
- JUSSARA
- ROBERTO
- NADJA
- NILCEU
- ROSA
- LUIZA
- ABRIGO DOS BICHOS
- SUELY
- LIDIANY
- MARIA- FLOR
- STÉFANIE
- EVANIR
- NALU
- JANDIRA
- EDMAR SUELY
- FABI
- NEIDE
- LU
- DULCINÉIA
- APARECIDA
- COLLIBRY
- CILENE
- VANIA ANTUNES
- ELISABETE
- MARY E JAIRO
- TERESA
- RITA
- VANDINHA
- LILY
- MARCILENE
- SHEILA



Votação:

- Dê uma nota para meu blog





Indique esse Blog




Esta coisinha fofinha aqui é o Pitico não é uma gracinha?

Eu o batizei de Pitico pois quando o vi disse: Que Pitiquinho lindo!

São 3 sialatas...rs...

Ontem de madrugada por voltas das 4:00 hs, ele havia sido abandonado na pracinha em frente a minha casa, numa caixa de papelão com mais 2 irmãozinhos, uma judiação.

Escutei aqueles miadinhos vindo de perto, desci e fui lá resgatá-los.Estavam com fome, frio e com muito medo.

Graças a bons anjos que ainda existem neste mundo tão cruel em que pessoas que se dizem humanas e racionais tem coragem de abandonar 3 pituquinhos assim, ao relento, 2 vizinhas minhas que gostam de animais e só tem 2 cachorrinhos (cada uma tem 1 cãozinho) adotaram seus outros 2 irmãos.

O Pitico eu não tive coragem de dar e fiquei com ele, pois se agarrou em minha blusa e não me largava...rs...

Tratei logo de dar um chuquinha cheio de leite para os 3 e beberam tudo...afeee que fome tadinhos.

Tirei sua fotinha na hora, com meu celular, por isso não ficou muito legal mas queria mostrar esta gracinha pra vocês.

Ele agora, depois de ir ao veterinário pela manhã, está quentinho, alimentado, e vermifugado.

Sabem, ele é muito limpinho e foi direto na caixinha fazer pipi, pois a minha gatinha Nina(uma persalata de 4 anos) fez questão de mostrar a ele aonde era o banheirinho....rs...e agora ela o adotou e estão dormindo juntos, ela é sua mãe adotiva, uma graça. É impressionante a lição de amor que os animais dão a alguns humanos, seres abomináveis que matam até os próprios filhos.

O Neco e o Nino estão com um pouquinho de ciúmes mas logo se acostumarão, pois são muito dóceis.(São meus siameses adultos o pai de 9 anos e o filho de 6)

As minhas duas cadelinhas Meg e Princesa, amaram o Pitico e já batizaram ele com várias lambidas...muitos beijinhos.

Já vi que vão se dar muito bem, aqui todos se ajudam e se amam, pois todos tiveram o mesmo destino, foram adotados, mas por pessoas que os amam, respeitam e lhes dão muito amor e carinho.

Bem só queria mostrar aos amigos que gracinha ele é e aproveitar para fazer um apêlo as pessoas que tem animais, que os castrem pois não é justo, pegarem os filhotes porque não os querem e jogá-los na rua, isso é crueldade.

Quero agradecer as minhas vizinhas Nadja e Marjorie pelo lindo ato de amor e generosidade.

Adoro vocês amigas e muito obrigada.

O Pitico também agradece. Miauuuuuuuuuuuuuuu

Um bom fim de semana a todos.



- Postado por: RêLua às 01h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Gosto de saudade

Não sei se saudade tem cor. Dizem que sim. O que eu sei é que ela tem forma. Tem gosto. Tem cheiro. E peso também. E, acreditem, ela tem asas!!! Se não, como nos transportaria tantas vezes a lugares tão distantes? E sei ainda que ela se agiganta quando mais tentamos diminuí-la. Sei que ela dói de dor intensa e sem remédio.
Se não fosse ela, não sei se teríamos consciência do tamanho da importância das pessoas pra gente. Porque quando amamos alguém, a saudade já chega por antecipação, sorrateira, disfarçada de algo que não conseguimos decifrar. É aquela dor fininha de não sei o quê, a angústia boba que nos invade só de imaginar a separação. E a gente fica meio sem saber o que fazer.

Mas é assim... é uma dor que gostamos de sentir, um sabor que queremos provar, é algo que não sabemos explicar, mas é quase paupável. É amor disfarçado de muita coisa. São emoções guardadas bem lá no fundo.
Saudade... do que foi e do que vai ser. Saudade que nos acompanha pra diminuir a solidão e que nos mostra, sobretudo, que estamos vivos.
Aprendi ainda que saudade não mata. É só quase. A gente pensa que vai morrer, mas sobrevive sempre, porque ela traz escondidinha nela uma outra coisa que chamamos de esperança, que nos ajuda a caminhar, porque saudade, como o amor, não é cega, saudade vê mais além.

(Letícia Thompson)



- Postado por: RêLua às 00h01
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mimo que ganhei da miguxinha Nadja

pela presença em seu Arraiá. Brigadinha

minha linda e adorei a festança.

Beijos

http://nadjinhaloukapornet.blogger.com.br



- Postado por: RêLua às 22h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Ganhei este lindo presente da amiga Elisabete.

Obrigada querida fiquei muito feliz por sua

amizade e consideração. Bem, teria que escolher

algumas pessoas para oferecer mas como fica difícil

oferecer só para alguns amigos, deixo aqui à disposição

de todos que quiserem pegar pois adoro todos vocês

e acho que todos merecem.

Beijokinhas a todos.

http://elisabete-ramos.blogspot.com/

 



- Postado por: RêLua às 17h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sempre publico aqui mensagens de Meimei a quem denomino Um Anjo

de Luz. Hoje vou resumir aqui sua biografia, para as pessoas que não

conhecem ou para aquelas que tem interesse

  em saber quem foi este anjo de luz,

esperança, caridade, amor e fé.

MEIMEI

Chico Xavier contou-nos que Meimei, com sua avozinha, habitava, juntamente com 80 crianças, um pequeno castelo no mundo espiritual...


Seu nome de batismo, aqui na Terra, foi Irma de Castro Rocha. Nasceu a 22 de outubro de 1922, em Mateus Leme (Minas Gerais).

Aos dois anos de idade sua família transferiu-se para Itauna (Minas Gerais). Constava de pai, mãe e 4 irmãos: Ruth, Carmen, Alaíde e Danilo. Os pais eram Adolfo Castro e Mariana Castro. Com cinco anos ficou órfã de pai.

Meimei foi, desde criança, diferente de todos pela sua beleza física e inteligência invulgar. Era alegre, comunicativa, espirituosa, espontânea. O convívio com ela, em família, foi para todos uma dádiva do Céu.

Cursou com facilidade o curso primário, matriculando-se, depois, na Escola Normal de Itaúna; porém a moléstia que sempre a perseguia desde pequena (nefrite) manifestou-se mais uma vez quando cursava com brilhantismo o 2º Ano Normal. Sendo a primeira aluna da classe, teve que abandonar os estudos. Mas, muito inteligente e ávida de conhecimentos, foi apurando sua cultura através de boa leitura, fonte de burilamento do seu espirito.

Onde quer que aparecesse era alvo de admiração de todos. Irradiava beleza e
encantamento, atraindo a atenção de quem a conhecesse. Ela, no entanto, modesta, não se orgulhava dos dotes que Deus lhe dera. Profundamente caridosa, amava e aproximava-se dos humildes com a esmola que podia oferecer ou uma palavra de carinho e estímulo. Pura, no seu modo simples de ser e proceder, não era dada a conquistas próprias da sua idade, apesar de ser extremamente bela. Pertencia a digna sociedade de Itaúna.

Algum tempo depois se transferiu para Belo Horizonte, em companhia de uma das irmãs, Alaíde, a fim de arranjar colocação. Estava num período bom de saúde, pois a moléstia de que era portadora ia e vinha, dando-lhe até, às vezes, a esperança de que havia se curado. Foi nessa época que conheceu Arnaldo Rocha, com quem se casou aos 22 anos de idade. Vívian um lindo sonho de amor que durou dois anos apenas, quando adoeceu novamente. Esteve acamada três meses, vítima da pertinaz doença "nefrite crônica". Apesar de todos os esforços e desvelos do esposo, cercada de médicos, vindo a ficar cega próximo ao seu desligamento, o processo desencarnatório foi através de edema agudo do pulmão.

Veio a falecer no dia 12 de outubro de 1946, em Belo Horizonte.

Logo depois, seu espirito já esclarecido, começou a manifestar-se através de mensagens psicografadas por Francisco Cândido Xavier, e prossegue nessa linda missão de esclarecimento e consolo, em páginas organizadas em várias obras mediúnicas, que tem se espalhado por todo o Brasil e até além das nossas fronteiras.

Seu nome "Meimei", agora tão venerado como um "Espírito de Luz", foi lhe dado em vida, carinhosamente, pelo seu esposo Arnaldo Rocha.

*Meimei* - expressão chinesa que significa "Amor Puro".

Espera e Confia



Eis a dupla singular:

Escora que nos descansa:

Servir sem desanimar,

Nunca perder a esperança.


Se sofres, serve e confia,

Não te queixes, nem te irrites.


Espera. A bênção de Deus

É proteção sem limites.



(Autor: Meimei)


- Psicografia de Chico Xavier. Livro: Cura-

 



- Postado por: RêLua às 16h42
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sorriso


Onde estiveres, seja onde for, não olvides estender o sorriso, por oferta sublime da própria alma.

Ele é o agente que neutraliza o poder do mal e a oração inarticulada, que inibe a extensão das trevas.

Com ele, apagarás o fogo da cólera, cerrando a porta ao incêndio da crueldade.

Por ele, estenderás a plantação da esperança, soerguendo almas caídas na sombra, para que retornem à luz.

Em casa, é a benção da paz, na lareira da confiança.

No trabalho, é música silenciosa incentivando a cooperação.

No mundo, é chamamento de simpatia.

Sorri para a dificuldade e a dificuldade transformar-se-á em socorro de tua vida.

Sorri para a nuvem, e ainda mesmo que a nuvem se desfaça em chuva de lágrimas nos teus olhos, o pranto será conforto do Céu, a fecundar-te os campos do coração.

Não te roga o desesperado solução do enigma de sofrimento que lhe persegue o destino. Implora-te um sorriso de amor, que renove as forças, para que prossiga em seu atormentado caminho.

E, em verdade, se os famintos e os nus te pedem pão e agasalho, esperam de ti, acima de tudo, o sorriso de ternura e compreensão que lhes acalme chagas ocultas.

Não condenes as criaturas que se arrogaram aos precipícios da violência e do crime. Oferece-lhes o sorriso generoso da fraternidade, que ajuda incessantemente, e voltar-se-ão, renovadas, para o roteiro do bem.

Sorri, trabalhando e aprendendo, auxiliando e amando sempre.

Lembra-te de que o sorriso é o orvalho da caridade e que em cada manhã, o dia renascente no Céu é um sorriso de Deus.


(Autor: Meimei)
- Psicografia de Francisco Cândido Xavier -



- Postado por: RêLua às 16h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Se há tanta Paz...

Se há tanta paz no azul que o céu abriga,
E há tanto azul que tanto bem nos faz,
Se há tanto azul e há tanto céu, me diga
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz no verde-mar da onda
Que faz-se verde e em branco se desfaz,
Se há tanta onda pelo mar, responda:
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz no olor das multicores
Flores: orquídeas, rosas, manacás...
Se há tanta paz em cada flor e há tantas flores
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz nos cânticos suaves
Que entoam na alvorada os sabiás,
Se há paz num canto de ave e há tantas aves,
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz na brisa que desliza
Sobre as folhagens, tímida e fugaz;
Se há tanta paz na brisa e há tanta brisa,
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz nas expressões tão mansas
Que ao vir ao mundo uma criança traz,
E cada dia existem mais crianças,
Por que é que o homem não encontra a paz?

Se há tanta paz nos corações com fé
Que atrai o bem e afasta as coisas más,
Então oremos juntos, todos de pé,
Para que o homem encontre um dia a paz

(Revista Consciência Cósmica)



- Postado por: RêLua às 14h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




O Poder do Amor

Acredita no amor e vive-o plenamente.
Qualquer expressão de afetividade propicia renovação de entusiasmo, de qualidade de vida,
de metas felizes em relação ao futuro.
O amor não é somente um meio,
porém o fim essencial da vida.
Emanado pelo sentimento que se aprimora,
o amor expressa-se, a princípio, asselvajado, instintivo, na área da sensação, e depura-se lentamente, agigantando-se no campo da emoção.
Quando fruído, estimula o organismo
e oferece-lhe reações imunológicas,
que proporcionam resistência às células para enfrentar os invasores perniciosos, que são
combatidos pelos glóbulos brancos vigilantes.
A força do amor levanta as energias alquebradas,
e torna-se essencial para a preservação da vida.
Quando diminui, cedendo lugar aos mecanismos
de reação pelo ciúme, pelo ressentimento,
pelo ódio, favorece a degeneração da energia
vital, preservadora do equilíbrio fisiopsíquico, ensejando a instalação de enfermidades variadas,
que trabalham pela consumpção dos
equipamentos orgânicos...
Situação alguma, por mais constrangedora, ou desafio, por maior que se apresente, nas suas expressões agressivas, merecem que te niveles à violência, abandonando o recurso valioso do amor.
Competir com os não-amáveis é tornar-se pior
do que eles, que lamentavelmente ainda não despertaram para a realidade superior da vida.
Amá-los é a alternativa única à tua disposição,
que deves utilizar, de forma a não te impregnares das energias deletérias que eles exalam.
Envolvê-los em ondas de afetividade é ato de sabedoria e recurso terapêutico valioso, que lhes modificará a conduta, senão de imediato, com certeza oportunamente.
O amor solucionará todos os teus problemas.
Não impedirá, porém, que os tenhas,
que sejas agredido, que experimentes
incompreensão, mas te facultará permanecer
em paz contigo mesmo.
É possível que não lhe vejas a florescência,
naquele a quem o ofertas, no entanto,
a sociedade do amanhã vê-lo-á enfrutecer
e beneficiar as criaturas que virão depois de ti.
E isto, sim, é o que importa.
Quando tudo pareça conspirar contra os teus sentimentos de amor, e a desordem aumentar,
o crime triunfar, a loucura aturdir as pessoas
em volta, ainda aí não duvides do seu poder.
Ama com mais vigor e tranqüilidade,
porque esta é a tua missão na Terra
Amar sempre.
Crucificado, sob superlativa humilhação,
Jesus prosseguiu amando e em paz,
iniciando uma Era Nova para a Humanidade,
que agora lhe tributa razão e amor.

( Joanna de Ângelis/Psicografia de Divaldo Pereira Franco)



- Postado por: RêLua às 13h40
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Querido/a amigo(a)

Se você perdeu o amor da sua vida,
por amor a sua vida, não perca o amor próprio.
Se você perdeu o emprego recentemente,
não perca a capacidade de trabalhar, renove-se.
Se você perdeu um parente querido,
não perca o foco na vida, que renasce todos os dias.
Se você perdeu um membro do corpo,
não perca a capacidade de adaptar-se.
Se você perdeu um caminho ou a direção,
não perca a capacidade de guiar-se.
Se você está perdendo a visão,
não perca a sensibilidade e a intuição.
Se você perdeu dinheiro, bens materiais,
não perca a força do trabalho que reconstrói.
Se você perdeu o ânimo e até a esperança,
não perca a capacidade de sonhar.
Se perdeu o sono, ganhe o dia,
se perdeu o trem, vá a pé,
mas, caminhe mais, apresse-se em ser feliz.

Em todas as experiências negativas,
em todas as supostas derrotas, escondem-se tesouros,
ora, só perde algo, aquele que um dia encontrou,
então, um dia você amou, viu, apostou, realizou,
sentiu o gosto da vitória, sabe como ela é,
e agora sabe mais: sabe onde não errar, e isso, não tem preço.

Você está ficando cada dia melhor, fruto das passagens vividas intensamente. Tolo é o que só lamenta, o que não luta, o que fica pelo caminho. Levanta, recomeça, segue adiante. Olha que estradão temos pela frente...

(Paulo Roberto Gaefke)



- Postado por: RêLua às 18h27
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________






- Postado por: RêLua às 13h07
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Fazer a diferença

Era uma vez um escritor que morava em uma tranqüila praia, junto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e à tarde ficava em casa escrevendo. Certo dia, caminhando na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, jogá-las novamente de volta ao oceano.

"Por que está fazendo isso?"- perguntou o escritor.

"Você não vê! --explicou o jovem-- A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas irão secar morrer se ficarem aqui na areia".

O escritor espantou-se.

"Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia. Que diferença faz? Você joga umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai perecer de qualquer forma".

O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e olhou para o escritor.

"Para essa aqui eu fiz a diferença...".

Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir. Pela manhã, voltou à praia, procurou o jovem, uniu-se a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano.

Sejamos, portanto, mais um dos que querem fazer do mundo um lugar melhor.

Sejamos a diferença!

(Redação do Momento Espírita)



- Postado por: RêLua às 11h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________